Domingo, 21 de Janeiro de 2007
Cidade que nasce do deserto nos anos 70, construída de raiz desde aí. Tudo novo, edifícios grandiosos, carros de luxo, hotéis fantásticos e praias lindas. Local onde está presente a diversidade de uma cultura muçulmana.

   

Estes país difere de muitos outros por aquilo que se visita. Não vamos lá para conhecer a história dos antepassados, nem para ver monumentos de anos ou séculos atrás. Aqui desfrutamos das magnificas praias de água azul turquesa. Dos enormes shoppings que recriam países ou mesmo do deserto que cerca o Dubai. O célebre hotel de 6 estrelas "Burj al Arab " é de facto muito bonito, não fiquei nesse apenas vi por fora, talvez um dia.. ehehe ... Mas não deixa ninguém indiferente, de dia branco à noite passa por uma iluminação com as  mais variadas cores.

    

Neste lugar é obrigatório fazer um super rali no deserto, com o cinto bem posto e adrenalina no estômago, aqui vamos nós para as dunas :) Há que confiar em quem conduz pois a determinada altura apenas vemos areia  e  céu. Não sabemos bem como se orientam no deserto, principalmente quando começa a anoitecer. Após o pôr do sol um jantar debaixo de um céu estrelado, em pleno deserto convida à animação. Uma noite verdadeiramente típica, onde num conjunto de tendas se recria aquilo que foi o passado ainda não muito longínquo. Está servida a refeição à base de borrego assado e cuscus (gostei da coca-cola , lol ). Fizemos tatuagens de hena e aprendemos a dança do ventre.
Tenho que partilhar com vocês uma das minhas barracadas ", numa pausa no deserto para beber água e respirar fundo depois de tanto solavanco , ora que me viro para as as minhas companheiras de viagem e ao ver uma delas afastar-se exclamei receosa: "Cuidado com a areia levediça ". Foi a gargalhada geral, seguida do comentário "mais um bocadinho e está pronta para ir ao forno"  ;).
Nos restantes dias há muito que fazer com transporte gratuito dos hoteis para o shopping não vale a pena ir com pensão completa, pois todos possuem area de restauração com uma variedade de comida ocidental direccionada essencialmente para o fast-food. Por uma semana aproveitem porque aqui não há pechinchas.
Na cidade encontram-se diversos bairros típicos, valendo a pena fazer um passeio pelas ruas coloridas pelo artesanato, especiarias e até ouro.
É um país que interessa visitar pelas novas construções feitas de formas de tão diversas e inovadoras. Onde a utilização de materiais ultrapassa todo o nosso imaginário e a concepção arquitectónica não conhece barreiras. Ali não há "passado", mas o futuro desenha-se para o bem estar e conforto. Estes factores aliados ao clima ameno, a águas transparentes e mornas numa praia de extenso areal convidam a querer estar e voltar.
Por norma digo sempre que determinado país está visto, há muitos outros para visitar, mas sendo este tão recente gostaria de voltar para ver a evolução. Com certeza daqui a uns anos estará irreconhecivel pois é altamente incentivado o investimento.

Nota: numa economia perfeitamente controlada existe um pequeno bairro onde residentes oriundos de países limitrofes estabeleceram o seu pequeno negócio de venda de artigos de "marca" falsificada (malas, sapatos, relógios, roupas, óculos) que fazem as verdadeira delícia dos turistas, que no meio de grande regateio conseguem óptimas compras. Pode confiar, qualquer taxi o transporta até lá :).

Que acham?



sinto-me: Turista

publicado por JoanaTorrado às 14:04
link do post | comentar | ver comentários (23) | partilhar


mais sobre mim

Para questões relacionadas com o Blog: Enviar email


visitante(s) em linha
pesquisar
 
posts recentes

Dubai

arquivos

Maio 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Maio 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Junho 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

links
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds