Domingo, 8 de Novembro de 2009


Viena de Áustria é sem dúvida uma cidade fantástica, cidade natal de vários escritores e compositores como Strauss e de Beethoven que aqui viveram maior parte da sua vida.

 

Fui a Viena numa viagem de uma semana entre Viena, Praga e Budapeste, por isso este é o primeiro post de uma sequência de 3.

 

Por terras de Áustria aparentemente tudo é limpinho e civilizado. Temos histórias engraçadas desta viagem que demonstram as diferenças culturais que podem existir entre países. Na Áustria é de admirar a educação cívica generalizada das pessoas que aqui vivem.

Os jornais diários são deixados nos postes de iluminação com um saco para recolha do pagamento, disponíveis às mãos de qualquer um, permanecem sem que ninguém os roube. País de bosques, onde as famílias vão colher os frutos silvestres, no campo disponíveis balanças para que as pessoas pesem e paguem o que colhem. Não pude deixar de imaginar que em Portugal seriam coisas impensáveis.

 
Viena é uma cidade verdadeiramente bonita, agradável e um importante centro cultural.
 
 
 

No primeiro dia fomos ao famoso Palácio de Verão, o Palácio de Schönbrunn, património mundial da humanidade, grande e com os seus bonitos jardins, local onde aprendemos um pouco mais sobre a história da imperatriz Sissi. Numa visita guiada pelo interior do palácio, vimos sumptuosos salões e os aposentos daqueles que ali residiram durante anos.

 

Com dias livres para passear andámos muito a pé pela cidade, não falta o que visitar. Logo na baixa de Viena é possível ver a “Catedral de Saint Stephan”, com o seu belo telhado de azulejos, é um símbolo da cidade. Andando um pouco mais passámos pelo Parlamento e visitámos a Opera, inaugurada no ano de 1869, ícone de cultura nacional, onde é possível visitar as várias salas de espectáculos.  
 

    

 

Passeámos ainda pelos grande jardins do Museu de História Natural Naturhistorisches Museum

 

             

 

Durante a nossa estadia em Viena estavam a decorrer espectáculos de verão, em frente à Câmara Municipal e do “Imperial Court Theatre”, pudemos então assistir a vários espectáculos de música clássica durante a noite, transmitidos através de telas gigantes. Ir a Viena exige assistir a um concerto de música clássica!

 

Na rua de Graben estão elegantes cafés, esplanadas, restaurantes, lojas, tudo aqui é bonito e agradável.

Toda a cidade é plana e andar a pé não é difícil, apesar das grandes distâncias a percorrer, no entanto vale a pena. Toda a arquitectura e organização da cidade tornam-na numa das capitais europeias mais agradáveis que conheci até hoje.

 

 

À Áustria gostava de voltar tanto à capital como para conhecer Salzburg!

 



publicado por JoanaTorrado às 12:14
link do post | comentar | ver comentários (20) | partilhar


mais sobre mim

Para questões relacionadas com o Blog: Enviar email


visitante(s) em linha
pesquisar
 
posts recentes

Viena de Aústria

arquivos

Maio 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Maio 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Junho 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

links
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds